Cadeiras da Câmara são mais disputadas do que vestibular


De: Exclusivo Ciade Santa Luzia Eleições

Eleger-se vereador em Santa Luzia é uma missão mais complicada do que parece. Levantamento do site Cidade Santa Luzia revela que, proporcionalmente, assumir uma cadeira no Legislativo municipal é mais difícil que conquistar uma vaga nos quatro cursos mais concorridos do último vestibular da Universidade Federal da de Minas Gerais (UFMG) - sem contar com o de medicina.

Ao todo, são 400 candidatos para ocupar uma das 17 cadeiras da Câmara Municipal, que significa uma média de 23 por vaga. No segundo curso mais concorrido da UFMG - engenharia química -, por exemplo, a média é de 23 por vaga.

Em terceiro e quarto lugar em termos de concorrência na UFMG aparecem os cursos de publicidade e propaganda e engenharia civil, com média de 18 candidatos por vaga. O único curso da universidade federal que é mais concorrido do que a eleição na Câmara de Santa Luzia é o de medicina, com média de 50 candidatos por vaga no último vestibular.

Na capitais a disputa pela Câmara de Belo Horizonte será a segunda mais concorrida do país, com 29 candidatos para cada uma das 41 cadeiras.

Já a capital com menos candidatos por vaga na Câmara de vereadores é Florianópolis, em Santa Catarina. Lá, são 341 concorrentes para 23 cadeiras, o que dá uma média de 14 candidatos por vaga.


Aumento

O número de aspirantes a vereador de Santa Luzia aumentou cerca de 68% em relação à última eleição. Em 2008, foram 234 candidatos.

Na comparação com as maiores cidades do Estado, após Belo Horizonte, a que tem maior concorrência é Contagem, na região metropolitana, com 531 candidatos para 21 cadeiras: média de 25 por vaga. Uberlândia, no Triângulo, aparece em terceiro lugar, com 24 candidatos por cadeira, seguida de Juiz de Fora, na Zona da Mata, com 23, e Montes Claros, no Norte, com 22.
Tecnologia do Blogger.