Policial militar morre em perseguição no bairro São Benedito


Um policial morreu no fim da noite desta quinta-feira (24) no bairro São Benedito, Santa Luzia, após intensa perseguição policial.
De: Exclusivo Cidade Santa Luzia Polícia

Um policial morreu no fim da noite desta quinta-feira (24) no bairro São Benedito após intensa perseguição policial. Segundo a Polícia Militar (PM), um dos criminosos mais procurados da capital mineira estava envolvido na ação. Policiais militares e civis perseguiam um suspeito, de 21 anos, que estava em um carro importado com a namorada. Até um helicóptero foi mobilizado.
Os policiais planejaram então um bloqueio na Avenida Senhor do Bonfim esquina com Rua São José.

A Polícia Militar (PM) informou que Marcelo Barbosa Martins e outros militares estavam perseguindo o carro roubado, quando a viatura capotou. O Corpo de Bombeiros foi acionado e retirou Marcelo que ficou preso entre as ferragens. Os militares que estavam acompanhando o resgate do colega ficaram apreensivos. Muitas pessoas saíram de suas casas para acompanhar o que estava acontecendo. Os quarteirões ficaram tomados de viaturas. Os bombeiros foram revezando com a equipe do Samu para tentar reanimar o militar. Vários outros policiais tentaram ajudar, mas o soldado morreu ainda no local, mesmo após vários procedimentos de primeiros socorros.

O suspeito abandonou o veículo após o acidente e tentou fugir entrando em uma casa, onde foi preso. Ele estava sendo investigado há dois meses.

De acordo com a Polícia Civil, ele já roubou e furtou cerca de 50 carros de luxo na capital e também na região metropolitana. O suspeito ainda falsificava documentos e clonava os veículos.

A Coronel Cláudia Romualdo, acostumada com situações adversas, chorou. Ela conversou com o bandido após a sua prisão.
"Porque você não parou o carro no momento da abordagem? A partir do momento que você não parou, você assumiu o risco da fatalidade que ocorreu. Amanhã eu vou ter que enterrar um policial meu, que era um homem trabalhador e um excelente profissional", disse a Coronel.



 

As outras vítimas foram encaminhadas ao Hospital Risoleta Neves, em Venda Nova onde permanecem internadas.

Ainda segundo a PM, o suspeito, Leandro Honorato de Oliveira, de 21, foi preso em flagrante. Nem um pouco arrependido, ele disse aos policiais que "jamais iria parar o veículo para ser preso". A polícia revelou que ele já havia sido detido por roubo a veículos e estelionato. O automóvel estava com placa clonada e havia sido roubado no dia 30 de outubro do ano passado. Jackeline Antunes dos Santos, de 24, que estava com Leandro, também foi presa. No carro, a PM encontrou uma mala cheia de roupas, placas e chips de celular.


O suspeito que conduzia o veículo foi preso e levado para a Delegacia de Plantão de Santa Luzia.












Tecnologia do Blogger.