Casos de dengue em Santa Luzia é destaque no Jornal Nacional deste último sábado

Materia de abertura do Jornal Nacional deste sábado abordou os crescente número de casos de dengue em 17 estados e em Santa Luzia, onde foram instaladas tendas de atendimento.
De: Exclusivo Cidade Santa Luzia Cidades


O Jornal Nacional deste sábado começa com os números preocupantes da dengue pelo Brasil. Os casos da doença aumentaram em 17 estados e no Distrito Federal nos três primeiros meses do ano.

A epidemia de dengue se espalhou por dezenas de cidades de Mato Grosso do Sul. De acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, no primeiro trimestre deste ano, comparando com o mesmo período de 2012, as notificações passaram de pouco mais de 1.700 para quase 74 mil.

Em Goiás, o crescimento da doença é de mais de 1.000%. Na capital, Goiânia, onde é grave a situação, soldados do Exército ajudam na triagem de pacientes e no combate ao mosquito.

Em Minas Gerais são mais de 130 mil notificações este ano. Para combater a doença foram adotadas várias estratégias. Na capital mineira, pacientes com sintomas da dengue recebem soro em contêineres. Em Santa Luzia, na região metropolitana, o tratamento é feito em tendas montadas ao lado de unidades de urgência.



A preocupação é maior com crianças e idosos, que, segundo os médicos, estão mais sujeitos a complicações. O cuidado deve ser redobrado com a quantidade diária de líquido que precisa ser ingerida por esses pacientes.

A receita é bem simples. “Uma pessoa entre 60 e 70 quilos vai tomar dois copos no mínimo por hora. Você vai manter a hidratação, você evita complicação, como o dengue hemorrágico, você mantém o coração funcionando, a pressão arterial em níveis normais, que vai oxigenar seu sangue, vai oxigenar seus tecidos”, explica o infectologista Unaí Tupinambás, professor da Faculdade de Medicina de UFMG.

A auxiliar de enfermagem Sônia da Rocha Fernandes não bobeia com os cuidados com a neta. “Tem que ficar no pé”.
Tecnologia do Blogger.