Apac de Santa Luzia realiza exposição de artesanato de reeducandos

A Apac de Santa Luzia, em parceria com a direção do foro da comarca, promove pela primeira vez uma exposição de artesanato confeccionado pelos recuperandos locais. Os produtos serão exibidos no Novo Fórum de Santa Luzia, nos dias 18, 19 e 20 de setembro.


A Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) de Santa Luzia, em parceria com a direção do foro da comarca, promove pela primeira vez uma exposição de artesanato confeccionado pelos recuperandos locais. Os produtos serão exibidos no Fórum Desembargador Pedro Viana (Fórum Novo Centro), nos dias 18, 19 e 20 de setembro.

Os trabalhos expostos incluem quadros, abajures, porta-retratos em MDF (sigla para Medium Density Fiberboard, ou, em português, placa de fibra de madeira de média densidade), peças de tricô ou de palito de picolé, tapetes. Uma parte do material foi feito para pessoas específicas, como familiares dos reeducandos, mas outros poderão ser vendidos e haverá uma lista para os interessados em encomendar produtos. Autorizado pela juíza Aldina Carvalho Soares, um recuperando do semiaberto estará presente, durante os três dias, para dar informações e auxiliar o público no que for necessário.

A maioria dos 85 recuperandos do regime fechado, bem como dez dos 29 reeducandos do semiaberto, contribuiu com obras. Alguns dos artistas aprenderam as técnicas adotadas em oficinas de laborterapia oferecidas na Apac, que hoje conta com um professor de pintura voluntário. Segundo a funcionária Gabriela Rezende, outras criações os reeducandos aprenderam por conta própria ou uns com o outros: um exemplo foi o marceneiro que cumpriu pena na unidade e ensinou todos os companheiros a lidar com madeira.
Tecnologia do Blogger.