Inventor do avião, Santos Dumont poderia ter sido 'luziense'



Considerado o "Pai da Aviação", Alberto Santos Dumont nasceu no dia 20 de julho de 1873 no sítio Cabangu, no local que viria a ser o município de Palmira, hoje rebatizado como "Santos Dumont", mas o mineiro poderia ter nascido no município de Santa Luzia, se não fosse um mero detalhe.



O pai de Santos, Henrique Dumont, engenheiro, morava desde 1863 na Fazenda da Jaguara, que atualmente faz parte do município de Matozinhos, mas na época essa cidade era distrito de Santa Luzia. Ali Henrique, que era engenheiro, desenvolveu uma oficina de carpintaria e mecânica, construindo máquinas, edificações e embarcações. Suas obras mais notáveis foram uma ponte de madeira em Sabará e o barco a vapor "Saldanha Marinho".



Henrique Dumont foi então contratado pela Estrada de Ferro Central do Brasil, para construção de um trecho da linha de trem em Palmira, atual município de Santos Dumont, por isso teve que mudar de Jaguara, vendendo a fazenda para inglês George Chalmers.



Apesar de Henrique mudar para Palmira, Alberto Santos Dumont teria sido concebido em Santa Luzia, pois a mudança ocorreu no final de 1972, e o Pai da Aviação nasceu em julho. Vários livros estrangeiros até descrevem que Santos Dumont teria nascido em Santa Luzia devido a diferença das datas.

No livro Larousse du XX siècle relata que Santos Dumont era engenheiro e nasceu no Estado de São Paulo, na localidade de Santa-Lucia do Rio des Velhas, e no Dictionnaire de l'aviation, de Victor Houart e Edmond Petit há o verbete: "SANTOS-DUMONT (Alberto). Pionnier brésilien, né à Santa Luzia do Rio das Velhas (Brésil) le 20 juillet 1873."

Por causa de uma linha de trem e por pouco tempo Santos Dumont não foi luziense/matosinhense.
Tecnologia do Blogger.