Com bens de R$ 1,3 milhão, Abraão Graaco é candidato a prefeito ‘mais rico’



Advogado da União tem patrimônio maior que o de Delegado Christiano Xavier e Aguinaldo; seis concorrentes à vaga registraram suas candidaturas

Por Isaac Daniel



Dentre os seis candidatos a prefeito que registraram para a disputa nas Eleições Suplementares de Santa Luzia (MG), Abraão Graaco, do Rede Sustentabilidade, é o que tem o maior patrimônio. À Justiça Eleitoral, ele declarou ser dono de dois apartamentos – avaliadas em R$ 750 mil e R$ 400 mil, e localizadas em BH e Santa Luzia, além de quatro motos e um carro. Seu patrimônio total é de R$1.301.500,00.

Os dados foram disponibilizados pelo DivulgaCand, sistema que reúne informações sobre as eleições suplementares de 2018.

Abraão é advogado da União, Bacharel em Direito pela UNIFEMM, Mestre em Direito Constitucional pela UFMG, Doutor em Direito Constitucional pela UFMG, professor de Direito Constitucional e Pesquisador do Instituto Aaron Swartz.

Abraão também Fala inglês, espanhol, italiano, francês e alemão, está é a primeira vez que ele concorre a uma eleição.

O candidato a vice da chapa de  Abraão Graaco é José Teixeira, o Cidadão. Declarou ser mecânico de manutenção e possuir um patrimônio de 500 mil reais, 350 mil a mais que na última eleição, em 2016, quando concorreu a vereador.

Segundo lugar – Delegado Christiano Xavier, do PSD (Partido Social Democrático), declarou ser dono de bens que somam R$818.900,00. Ele tem uma casa em Belo Horizonte, no valor de R$ 516 mil e lotes em Santa Luzia avaliados em R$ 160 mil, além de aplicações bancárias e veículos.

Com 41 anos o candidato é delegado de polícia, atualmente ocupando o cargo de Delegado Regional de Contagem. Seu patrimônio teve um aumento de 175 mil reais em relação a última eleição, em 2016, quando também concorreu a prefeito.

O vice da chapa do Delegado é o Pastor Sérgio, da Igreja Quadrangular, e declarou possuir um patrimônio de 300 mil reais referentes a uma casa, que também declarou com mesmo valor na última eleição, em 2016, quando concorreu a vereador.

Terceira posição – O concorrente com o terceiro maior patrimônio é Aguinaldo, do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira). Ele declarou R$ 640.000,00 em bens. O candidato tem um imóvel de R$ 490 mil localizado em Santa Luzia. Ele também tem 10% de participação de uma loja de roupas. Aguinaldo já foi vice-prefeito de Santa Luzia de 2009 a 2012.

Em comparação com os dados de 2016, quando concorreu a prefeito, o patrimônio dele diminuiu em 10 mil reais.

Quarta posição – O vereador e presidente da Câmara de Santa Luzia, Sandro Coelho, do PSB (Partido Socialista Brasileiro), declarou possuir um patrimônio de R$ 209.000,00, 26 mil a menos que a última eleição que concorreu a vereador e foi eleito, em 2016.

Seu vice de chapa é o sindicalista Fabian Schettini, que declarou possuir R$ 1.044.874,03 em bens, o maior patrimônio de um vice. Seu patrimônio aumentou 140 mil reais em relação a última eleição, em 2016, o qual era candidato a vice pela chapa do Delegado Christiano Xavier.

Outros concorrentes – Candidato pela primeira vez à vaga no Executivo municipal, Suzane, do PT (Partido dos Trabalhadores) declarou ter R$ 51.002,96 em bens. O patrimônio da vereadora sofreu muita alteração desde 2016, quando foi eleita e afirmou ter um imóvel de R$ 200 mil. O único acréscimo foi um carro, avaliado em R$ 25 mil.

Assim como em 2016 e eleições anteriores, João Rasgado, do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) declarou não possuir nenhum bem.



Eleições Suplementares – Santa Luzia terá Eleições Suplementares para prefeito e vice no próximo dia 24 de junho, pois a ex-prefeita, Roseli Pimentel e seu vice renunciaram aos seus cargos, gerando vacância no poder. Eles estavam afastados do poder desde o final de 2017, por questões eleitorais e criminais. Que está no comando da prefeitura é o presidente da Câmara, Sandro Coelho, até que a diplomação dos eleitos, previsto para até o início de julho.
Tecnologia do Blogger.